Bandeira do Estado de São Paulo
Seja bem vindo!

Nota de Esclarecimento à FRESP


ASSOFRESP – ASSOCIAÇÃO DAS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS DE FRETAMENTO E TURISMO DO ESTADO DE SÃO PAULO, foi criada com o objetivo de sustentar perante os poderes públicos e onde quer que se faça necessário os interesses, as aspirações de seus associados, que são as micro, pequenas e médias empresas de fretamento e turismo do Estado de São Paulo, interferindo sempre que necessário nos debates de problemas técnicos, sociais e financeiros, de âmbito nacional ou regional, sugerindo medidas e procurando evitar a aplicação do que considerar abusivo e prejudicial ao interesse de seus associados.

Promover por todos os meios a seu alcance a perfeita unidade e a mais estreita solidariedade entre seus associados e em geral entre os elementos das classes que representa.


Desenvolver pesquisas e estudos técnicos pertinentes às atividades de nossos associados.


Fazer divulgação da ASSOFRESP de forma positiva em todos os sentidos.


Vem através desta NOTA DE ESCLARECIMENTO demonstrar sua indignação, acerca de alguns pontos da matéria publicada na primeira página (capa) da revista ”Novos Caminhos”, edição especial de novembro/2007, que mesmo sem citá-la nominalmente, traz insinuações que ferem, moralmente, a conduta desta Associação que sempre pautou pela legalidade e a ética nas suas propostas e finalidades que é de representar um setor, inegavelmente, sem qualquer assistência, haja vistas que quem autodenomina como representante único e legítimo combate, com veemência, as aspirações da categoria que se diz representar que é a das micro, pequenas e médias empresas de fretamento e turismo do Estado de São Paulo, razão da criação da ASSOFRESP.

 

Entretanto, ao referir como “oportunistas” sobre algumas conquistas, embora sem mencionar a qual associação se referia, a ASSOFRESP se sentiu ofendida moralmente e vem rechaçar de pronto tais afirmações e insinuações, tendo em vista que esta ASSOCIAÇÃO nunca teve intenção ou a má fé de apropriar para si méritos em conquistas se para as quais não tivesse movido uma palha. Vale ressaltar que as conquistas da ASSOFRESP são verdadeiras e frutos de árduas batalhas de anos afinco.

Se houveram conquistas foi porque houveram lutas. E a ASSOFRESP lutou muito. Portanto, não se pode atribuir os louros da vitória apenas a uma entidade, vez que se as conquistas são comuns a todos, lutas houve em separado, é verdade, o que não tira o brilho e o crédito desta associação que representa a categoria mais desprotegida, pois, é notório que a FRESP vislumbra os interesses dos “grandes” ao ser contra todo e qualquer pleito dos “pequenos”.

Como exemplo podemos citar a mudança no decreto 29.912/89 que ela manifestou contra sem apresentar qualquer plausibilidade, talvez por ser pleito da ASSOFRESP.

O PROCESSO MOVIDO PELA ASSOFRESP PODE SER CONSULTADO NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI


O que difere a ASSOFRESP de outras associações ou sindicatos é que a ASSOFRESP não tem cunho político-partidário como as demais, como bem pode ser traduzida na origem de grande parte dos representantes congressistas e até do atual Presidente da Republica. O que não é ilegal e nem de tudo um oportunismo. O que a ASSOFRESP quer e tão somente é cumprir a finalidade para a qual foi criada. E, com certeza, não é contender com quem quer que seja.

Outra questão que merece uma reconsideração é quanto ao reconhecimento das Agências Reguladoras, Departamentos e Empresas Públicas abordadas na mesma matéria. A ASSOFRESP é uma associação que obedece todos os princípios legais do nosso ordenamento jurídico, sem nunca afrontá-lo ou sofrer qualquer afronta ou questionamento, pois não há qualquer irregularidade. Portanto, é forçoso se falar em “pena de responsabilidade criminal” como se ASSOFRESP fosse uma associação criminosa como quer fazer transparecer o teor da matéria.

Sobre o intuito de uma fotografia de ex-presidente do sindicato “servir” para aludir uma suposta simbiose entre a ASSOFRESP e o sindicato é outra afirmação descabida, vez que num evento de muitos convidados - e a ASSOFRESP era convidada, não estava lá de “bicão” - é impossível “selecionar” quem vai sair numa fotografia de muitas pessoas, visto que na fotografia em questão estava o Diretor do DTP – Departamento de Transporte Público da época e o Secretário Estadual de Transportes Metropolitanos de São Paulo. E simbiose não pode haver mesmo, pois quem se diz representante combate, a todo custo, os interesses dos supostos representados.

O Material no qual a FRESP menciona, foi enviado pela ASSOFRESP para Empresas de Fretamento e Turismo do Estado de São Paulo, pode ser visto e analisado clicando aqui.

ASSOFRESP Associação das Micro, Pequenas e Médias Empresas de Fretamento e Turismo do Estado de São Paulo
Todos direitos Reservados 2011 - Desenvolvimento Widesign Comunicação